quinta-feira, 20 de janeiro de 2011



Seus olhos libidinossos,
parecia terem,
dentes agudos,
loucos para rasgar-me,
a roupa e marcar-me a pele.

Recordo o instante,
do seu desafio
estampado no seu rosto,
puro e doce sorriso,
de um falção em pleno vôo...
Debruçado sobre mim,
deixando cair uma gota de suor,
que na minha face morreu.

Senti o gosto amargo,
de algo ...
Que decidi não prender,
apenas...
Deliciei-me com pequenos,
pedaços de prazer.

1 comentário:

Serge disse...

lindo ;)

bj doce